Perspectivas para Foz do Iguaçu, em 2014, são ainda melhores que em 2013

11 de janeiro de 2014 - Assessoria

Foz do Iguaçu fecha o ano com 1,518 milhão de visitantes nas Cataratas do Iguaçu – cerca de 17 mil a menos que em 2012, mas um número muito bom se considerados fatores como a crise econômica mundial, o aumento das passagens aéreas e o câmbio desfavorável para os argentinos, entre outros.

 

 

No Complexo Turístico Itaipu, o resultado foi ainda mais surpreendente: 586.307visitantes pagaram ingresso para visitar os atrativos em 2013, 24% a mais que no ano anterior.

 

 

Em 2014, pode-se esperar muito mais. E não só em número de visitantes, mas em uma série de benefícios para a cidade, que, no dia 10 de junho, entra para a lista das cidades centenárias do Brasil.

 

 

É também o ano em que a usina de Itaipu comemora 30 anos de produção de energia e em que o Parque Nacional do Iguaçu festeja 75 anos de criação. Os festejos começam nesta sexta-feira, dia 10, mas prosseguem ao longo do ano, segundo Jorge Pegoraro, chefe do Parque Nacional do Iguaçu.

 

 

Ele anunciou uma série de atividades no parque, tanto para os turistas como para os moradores. “Foz do Iguaçu completa 100 anos; e o parque, 75 anos. Para unir estas histórias e projetar o futuro iremos formalizar um ano de comemorações com atividades no parque, nas áreas de turismo, comunidade, meio ambiente e esporte”.

 

 

Copa do Mundo

 

 

Para o turismo iguaçuense, junho e julho são meses de Copa do Mundo no Brasil, o que vai representar um aumento ainda não estimado no número de visitantes.

 

 

 

Sem contar que a cidade sediará a seleção da Coreia do Sul, que fará os treinamentos no Estádio do Flamengo (totalmente reformado) e, certamente, atrairá muitos visitantes daquele país e também milhares de coreanos que moram no Brasil, principalmente em São Paulo, e em países vizinhos.

 

 

Aeroporto

 

 

Para receber os visitantes, o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu já não estará operando no limite de sua capacidade, como até recentemente. Um investimento de quase R$ 70 milhões do governo federal ampliou a capacidade do terminal para 3,7 milhões de passageiros por ano, quase 2 milhões a mais do que a capacidade anterior. E garantiu muito mais conforto para quem chega e para quem parte.

 

 

Até o final de abril deste ano, as empresas aéreas ainda terão que conviver com as obras de recapeamento da pista, o que provoca a interdição para pousos e decolagens entre 7h e 12h. Com o fim das obras, os horários de voos voltarão ao normal, bem a tempo de atender à nova demanda.

 

 

Novos voos

 

 

Nos primeiros meses de 2013, Foz do Iguaçu sofreu com a crise no setor aéreo, que reduziu o número de voos para a cidade. Ao longo do ano, a situação quase voltou ao que era em 2012, mas para 2014 as perspectivas são ainda melhores.

 

 

Além do interesse já manifestado pela Avianca de iniciar suas operações em Foz do Iguaçu, a Lan Peru, que hoje mantém quatro voos semanais ligando Foz a Lima, terá voos diários a partir do mês de abril.

 

 

Com o voo diário, a Lan Peru aumentará a oferta de assentos anuais dos 27.800 atuais para 52.900. O voo Foz-Lima permite uma ligação mais rápida a Foz do Iguaçu para turistas não só da América Latina, mas também da Europa, América do Norte e Ásia, já que a capital peruana é um “hub” para voos procedentes do Pacífico.

 

 

Mais hotéis

 

 

As opções para os turistas, na rede hoteleira, vão se multiplicar a partir deste ano. Só em 2014, serão inaugurados mais quatro hotéis: o Íbis, da rede Accorhotels, e o Porto Madero, ambos na região central; o Hampton, na Avenida das Cataratas; e o Mabu Interludium Iguassu Convention, no bairro Cognópolis.

 

 

Somando-se os novos hotéis às ampliações e reformas, Foz do Iguaçu ofertará, até a Copa do Mundo, cerca de 30 mil leitos, 3 mil a mais do que os existentes até agora.

 

 

Novo atrativo

 

 

Antes mesmo da Copa do Mundo, Foz do Iguaçu contará com um novo atrativo, semelhante ao que já existe em Gramado (RS). Já em obras, o parque cultural, que funcionará na Rodovia das Cataratas, inicialmente contará com o Museu de Cera Dreamland e o Hollywood Dream Cars.

 

 

Em 20 cenários diferentes, o museu trará reproduções de 115 ícones do cinema e da cultura pop, além de personalidades mundiais.

 

 

No museu do automóvel, o visitante será levado ao glamour hollywoodiano e apreciará réplicas dos mais belos carros americanos das décadas de 40, 50 e 60, além de modelos de motos famosas.

 

 

Shoppings

 

 

Para os moradores de toda a região de fronteira, outras duas novidades anunciadas em 2012 devem começar a sair do papel em 2013: os shoppings Catuaí e Palladium.

 

 

Situado na Avenida das Cataratas, próximo ao acesso à Argentina, o Palladium Shopping Center terá 220 lojas, 12 lojas âncoras, oito restaurantes, uma praça de alimentação com cerca de 20 lojas, cinemas e academia.

 

 

Já o Catuaí Shopping Foz será construído na Avenida José Maria de Brito, próximo à BR-277. Com 53 mil metros quadrados de área construída e 36 mil metros quadrados de área bruta, terá 191 lojas, incluindo nove âncoras, uma delas um hipermercado, além de seis salas de cinema.

 

 

Além de movimentar a construção civil, com a geração de centenas de empregos, os novos shoppings também vão ampliar a oferta de empregos no comércio. Só o Catuaí deverá gerar mil empregos na construção civil e, quando concluído, em 2016, empregará 2,5 mil pessoas.

 

 

As praças

 

 

Mas um dos maiores presentes para o morador de Foz do Iguaçu – que também beneficiará os visitantes – será a revitalização das “praças do centenário”, que deve ocorrer antes do aniversário da cidade.

 

Os projetos, já entregues pelo Fundo Iguaçu à Prefeitura, preveem a revitalização de três praças. Para a Praça da Bíblia,o projeto prevê a criação de uma área verde, quiosques, pergolados, nova calçada e nova iluminação, além de um monumento.

 

A Praça do Mitre terá um chafariz espanhol, pergolados, nova iluminação e um quiosque; e da Praça da Paz, que se tornará o ponto cultural de Foz do Iguaçu.

 

O projeto para a Praça da Paz prevê a construção de muros de rochas basálticas, espelho d’água, um painel retratando A Lenda das Cataratas, anfiteatro ao ar livre, novas calçadas, nova iluminação e uma pista de skate. A Rua Rio Branco seria praticamente exclusiva para pedestres, com um calçadão.

 

 

A Praça Getúlio Vargas e as calçadas laterais, entre a Avenida Jorge Schimmelpfeng e a Rua Quintino Bocaiúva, também serão revitalizadas.

 

 

Carnaval

 

Com tudo de positivo previsto para Foz em 2014, nada mais justo que a cidade ser homenageada na Avenida. E é isso o que vai ocorrer no Sambódromo de São Paulo, na sexta-feira, 28 de fevereiro.

 

 

Nesse dia, a Escola de Samba Tom Maior vai cantar e mostrar os atrativos de Foz do Iguaçu, com o enredo “Foz do Iguaçu: destino do mundo – sinfonia em Tom Maior”, que destacará os atrativos da cidade, principalmente as Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza, e a usina de Itaipu.

Deixar Comentário: